Novembro Azul – a importância dos exames preventivos masculinos

Quanto antes detectado o câncer de próstata, maior a probabilidade de cura

O dia 17 de novembro é conhecido como o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Por isso, o penúltimo mês do ano se tornou o período de campanhas de conscientização sobre a doença.

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens no país, atrás apenas do de pele não melanoma. A doença pode demorar a se manifestar e, quando alguns sinais começam a aparecer, aproximadamente 95% dos tumores já estão em fase avançada, em que a chance de cura é potencialmente menor. Por isso, os exames preventivos são muito importantes.

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino que fica abaixo da bexiga e tem função principal de produzir esperma (líquido que protege os espermatozoides). Os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer no órgão são históricos familiar, alimentação inadequada, além de sedentarismo e obesidade. Negros também apresentam maior índice de casos da doença.

Recomenda-se exames preventivos anuais a partir dos 45 anos para aqueles com histórico familiar da doença ou os que são negros. A ausência de sintomas não garante que não haja problemas.

Se não houve prevenção, a doença pode ser descoberta apenas em estágios mais avançados, podendo ser fatal. Os primeiros sinais em fases tardias são dores ósseas, dor ao urinar, vontade de urinar com maior frequência e presença de sangue na urina ou no sêmen. Se descoberto o câncer de próstata em fase inicial, tem chances de cura entre 80 e 90%. Se não houver metástase, a doença é curável, principalmente por cirurgia, ou em casos específicos, por radioterapia.

Por Dr. Guilherme Campelo – urologista e cirurgião geral

_______________________________________________________________________________

Confira o Minuto Cemel sobre Novembro Azul

O Dr. Gustavo Coffler conversou com o Dr. Guilherme Campelo sobre o câncer de próstata.

Cálcio nas coronárias pode levar ao infarto e AVC

Cálcio nas coronárias pode levar ao infarto e AVC

A existência de cálcio na coronárias está relacionado ao envelhecimento das artérias e é chamado […]

Hipertensão arterial e Exercício Físico

Hipertensão arterial e Exercício Físico

Hipertensão Arterial foi tema de Minicurso ministrado pelo Dr Nelson Kato, cardiologista da Cemel

Varizes – Histórico Familiar

Varizes – Histórico Familiar

Dr Gustavo Coffler fala sobre a influência do histórico familiar nas doenças vasculares